12/04/2018
Memória de valor
O que temos feito por gratidão, por amor, não só a Jesus, mas a aqueles que estão a nossa volta?
Solimar Coelho

Valor é algo que temos como precioso. Para alguns é a família, para outros, um bom nome, e tem aqueles que acham que o que tem valor são dinheiro e bens. Realmente são valores preciosos. Entretanto a Bíblia nos conta a história de uma mulher que deixou um valor inestimável, sua memória.

“Em uma ocasião Jesus foi a um jantar na casa de Simão, o leproso, aproximou-se dele uma mulher com um vaso de alabastro cheio de precioso bálsamo, que lhe derramou sobre a cabeça. Vendo isto, os discípulos se indignaram, dizendo: que desperdício! Este perfume poderia ser vendido e dado aos pobres. Jesus, porém conhecendo-os, disse: Por que a afligis. Os pobres sempre terão convosco, mas a mim não haveis de ter sempre. Ela praticou uma boa ação para comigo, preparando-me para o meu sepultamento. Em verdade vos digo que onde este evangelho for pregado em todo o mundo, o que ela fez será contado para memória sua”. (Mt. 26. 6-13).

Naquela época, as pessoas juntavam perfume em um vaso, como economia, ou para ser usado na sua própria morte. O vaso de alabastro era um frasco de material delicado. O Nardo era um perfume raro extraído das regiões do Himalaia (Índia), por isso se tornava muito caro, o cálculo feito era 300 denários (1 denário correspondia a um dia de trabalho) – no preço de hoje, entre 15 a 20 mil dólares, mais de 60 mil reais (Blog Jovem/evangélico). Mas o que me chama a atenção é a atitude de Maria, ela deu o seu melhor, o que ela tinha de mais precioso, não o que sobrava, mas aquilo que ela economizara, guardara para seu próprio uso. O que você tem oferecido ao Senhor? E de nós, o que contarão quando partirmos? Quais atitudes estamos praticando como boa ação para com aqueles que estão a nossa volta? Esta Maria era a irmã de Lázaro (Jo 11.2), e ela não praticou esta ação porque Jesus ressuscitara seu irmão, pois ela o fez antes de Lázaro morrer. Ela fez por adoração, por louvor a Jesus, por gratidão pela sua salvação, por ter conhecido o Senhor e sua vida ter sido transformada, ela fez por amor. O que temos feito por gratidão, por amor, não só a Jesus, mas a aqueles que estão a nossa volta? Pois Jesus mesmo disse: “Pois quando o fizeste a um destes meus pequeninos, a mim me fizeste (Mt 25.35).Que assim como Maria possamos dar ao Senhor e a todos que estão a nossa volta o nosso melhor.

Solimar Coelho é colunista do Voz de Mulher

MAIS LIDAS

Mesa, lugar de comunhão
É tempo de restaurar os elos da comunhão


A Verdadeira Adoração
Vamos começar com uma pergunta: o que você sabe sobre adoração?


Deserto
O deserto tem um conteúdo simbólico muito grande na Bíblia


Mensagem na olaria
Deus nos molda como o vaso na mão do oleiro


Aflição
Por que Jesus nos permite passar pela tempestade?



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016