09/07/2018
Minha esperança
Quando confiamos em Deus, levamos nossa família a fazer o mesmo
Solimar Coelho

Muitos depositam sua esperança nas riquezas que possuem, no seu trabalho, no governo, ou em sua capacidade de dar a volta por cima para resolver toda e qualquer situação. Entretanto, como temos observado, a riqueza, o trabalho, o governo e a capacidade de cada um não é o suficiente para dar o resultado aos anseios do coração humano. 

O profeta Jeremias nos dá algumas orientações que nos ajudam a conduzir a nossa vida e a de nossa família: “Bendito é o homem que confia no Senhor, e cuja a esperança é o Senhor. Ele será como árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro. Não receia quando vem o calor; suas folhas são sempre verdes. No ano da sequidão não se perturba, nem deixa de dar frutos”. Aqui está a receita para termos uma vida abençoada. O texto diz que é bendito o homem que confia no Senhor. Quem confia, descansa, sabe que poderá contar com o outro em todos os momentos, quem confia entrega, espera, não fica ansioso. Tem esperança, fé que a situação vai mudar. “Não receia quando vem o calor”. Não receia as dificuldades, pois sabe aonde está depositada a sua fé. Entende que é em meio às dificuldades que ele poderá ver o agir de Deus em sua vida e família. Ainda nas adversidades não se pertuba, consegue frutificar, porque sua confiança está depositada em Deus, no Deus que por nós tudo executa, que dos céus envia seu auxílio e nos salva (Sl 57.2, 3)  
 
Em quem você tem depositado sua confiança? A quem você tem clamado? Sua esperança está em quem? “A incredulidade transforma a vida numa terra seca e improdutiva, enquanto a fé transforma num pomar frutuoso” (Warren W. Wiersbe). Quando confiamos em Deus, levamos nossa família a fazer o mesmo. A ter esperança nas promessas do Senhor. A descansar sabendo que Deus está no controle, não há o que temer. Mesmo que venha o calor (as lutas), suas folhas estão verdes. Não se deixa abalar pois sabe que pode confiar. Somos como meninos na beira da piscina, que quando o pai abre os braços e diz pula, não olhamos se é fundo, não lembramos se sabemos nadar ou não. A certeza que temos é que o pai está lá de braços abertos esperando para nos segurar. Tenha essa confiança. Pule nos braços daquele que está aguardando de braços abertos e te convidando a confiar e a esperar somente nele. Tenha fé! Seja um pomar produtivo, deposite em Deus a sua esperança, isso fará toda a diferença não só na sua vida, mas também na de sua família.

Solimar Coelho é colunista do caderno Voz de Mulher

 

MAIS LIDAS

Minha família e o tempo de Deus
O nosso maior inimigo somos nós mesmos e nossa ansiedade


Cuidando de quem amo
Cuidar não é apenas suprir necessidades básicas


Voz de Autoridade
Como desenvolvê-la com os filhos


Transformando minha família
Como nos lembramos de nossa casa?


Amar é uma escolha
Amar não é fácil, mas é totalmente possível



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016