16/09/2016
Milagre pela atitude
A independência exacerbada tem desenvolvido uma geração de pessoas egoístas, autossuficientes e, consequentemente, individualistas. É preciso tomar atitude. Precisamos voltar ao propósito inicial de Deus para o casamento: o casamento como bênção para a sociedade.
Redação CPIMW

http://bbcyork.com/wp-content/uploads/sites/21/2015/11/family32.jpg

 

Por Marleide Rodrigues

Rm 12.2: “E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”

1 Co 6. 12: “Todas as coisas me são licitas, mas nem todas as coisas me convém. Todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas”

A família tem sido bombardeada em todo o tempo com o único propósito: destruição.
Comerciais de TV incentivando a desordem, a falta de respeito mútuo, a rebelião. A troca de parceiros etc.

 O QUE FAZER?

ALGUMAS ATITUDES TÊM SIDO DESASTROSAS PARA OS RELACIONAMENTOS

A independência exacerbada tem desenvolvido uma geração de pessoas egoístas, autossuficientes e, consequentemente, individualistas. O casamento já não faz parte do roteiro, amar o outro saiu de moda. “Posso ficar com você; ter compromisso, jamais, não estou disposto a abrir mão da minha privacidade”.

É preciso tomar ATITUDE. Penso que precisamos voltar ao propósito inicial de DEUS para o casamento: O CASAMENTO COMO BÊNÇÃO PARA SOCIEDADE.

Para que o MILAGRE aconteça, é necessário tomarmos ATITUDES FIRMES QUE MINIMIZARÃO os comportamentos destrutivos.

ATITUDES QUE NOS CONDUZIRÃO AO MILAGRE

1ª ATITUDE – O AMOR INCONDICIONAL

1 Co 13: “4. O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria não se ensoberbece, 5. Não se porta inconvenientemente, não busca seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; 6. Não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; 7. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 8. O amor jamais acaba;”

Amar é dedicar-se. Amor é doador. Amar é uma escolha, eu escolho amar e pronto. Na escolha do amor, decisões difíceis terão de ser tomadas onde você não será a primazia e sim o seu amado. Adversidades virão, mas a minha decisão de amar fará toda a diferença. O amor tem prazer em estar junto. O amor requer atitudes.

“Com o amor se transforma situações, vence limites, supera obstáculos, vai além”

2ª ATITUDE – PERDÃO

Lc 7. 42-43

O aspecto bíblico do perdão origina-se da palavra grega “Charizomai” e significa atribuir favor incondicional que tem o poder de libertar a pessoa do seu cativeiro.
Quando não perdoamos ficamos preso às lembranças do passado, não nos permitindo avançar em nossos projetos e sonhos.

Quando perdoo não alimento a vingança.

Perdoar é mais que um ato de misericórdia, é um ato de amor-próprio, autoestima e inteligência. Existem pessoas que por se decepcionarem e não perdoar, não permitem mais amar e serem amados. 

O fato de ter sido enganado, ferido ou rejeitado por alguém em sua vida não significa que tudo e todos farão o mesmo, então o ato de perdoar te fará desligar deste passado sem dor.

 Perdoar também é uma ATITUDE, você terá de escolher perdoar para voltar a ser amado.

3ª ATITUDE – PRIORIZAR O OUTRO

Amar o igual é fácil, a dificuldade reside em amar o diferente, os defeitos, o que não nos agrada. Mas você já parou para pensar que, em um relacionamento, você suporta o outro que te suporta?

Você não está fazendo nada além do que estão fazendo a você? Ou você não tem defeitos?

Quando resistimos em aceitar a fragilidade do outro e exigimos mudanças, devemos pensar nas nossas próprias fragilidades, fica mais fácil entender e aceitar o outro como ele é.

Quando aceito esta regra enxergo melhor a vida, me relaciono com maior facilidade.

Quando tenho atitudes de amor, perdão, prioridade ao outro, contribuo para uma reação de amor a meu favor.  É a lei da semeadura.

Um coração que pensa em si mesmo não tem tempo de pensar em outras pessoas, mesmo que façam parte de sua família.

O egoísmo não nos dá nada de bom, não nos acrescenta nada, muito pelo contrário, nos rouba uma riqueza importantíssima: o dom de doar.

4ª ATITUDE – INTIMIDADE

“A intimidade e o conhecimento geram na tempestade confiança que dias melhores virão”

As relações familiares estão perdendo esta característica de intimidade.
O individualismo tem sido bem mais presente do que o envolvimento mútuo, pessoas que vivem dentro de uma mesma casa e mal trocam palavras, não sabem absolutamente nada um do outro.

Não há relacionamento sem intimidade, ser íntimo é ir profundo é viver uma proximidade tão grande que às vezes confundo meus desejos com os do outro. Quando não acontece esta intimidade, o relacionamento não cria raízes. 

O que dá sustentação a uma árvore centenária é a profundidade de suas raízes, ou seja, a intimidade dela com a terra. Através desta intimidade ela consegue vencer a seca, a chuva, os ventos fortes, o tempo. E assim é com nossos relacionamentos.

Quando alcanço intimidade na família crio um cinturão de proteção e bênção em torno dela, afastando males perigosos a saúde familiar.

ENTÃO TENHA A ATITUDE DA INTIMIDADE FAMILIAR

“Um cordão de três dobras não se rompe facilmente”

TENHA SEMPRE ATITUDE, ESCOLHA DEUS EM SUA FAMÍLIA OPERANDO MILAGRES!

 

 - Toda semana, você terá nesta seção um assunto especial sobre os principais assuntos e conflitos que envolvem as famílias em seu cotidian, sempre sob a ótica bíblica.

 

MAIS LIDAS

Minha família e o tempo de Deus
O nosso maior inimigo somos nós mesmos e nossa ansiedade


Cuidando de quem amo
Cuidar não é apenas suprir necessidades básicas


Voz de Autoridade
Como desenvolvê-la com os filhos


Amar é uma escolha
Amar não é fácil, mas é totalmente possível


Transformando minha família
Como nos lembramos de nossa casa?



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016