31/07/2018
Destaque
O Filho de Deus não buscava destacar-se por motivos egoístas, ao mesmo tempo em que se destacava por seu ensino e modo de vida incomuns
Redação CPIMW

“Dá-nos ajuda contra os adversários, pois inútil é o socorro do homem” (Sl 108.12)

Leitura: João 18.12-14; 19-24

O que não falta entre nós são pessoas que querem destacar-se em seu ambiente de trabalho ou religioso. Celebridades fazem de tudo para divulgar sua imagem e prestígio em revistas, na TV ou na internet: expõem seu corpo, fazem fofocas, dizem ter uma nova opção sexual, e muitas outras coisas. E, infelizmente, outros ainda chegam ao extremo de apelar para atos criminosos, a fim de chamar a atenção para si. Por outro lado, muitas pessoas se destacam por sua eficiência ou competência. E há aqueles que “puxam o tapete” dos outros só para ficar com o cargo deles e se esquecem de que podem também perder o seu lugar a qualquer momento.

No texto lido, Jesus estava sendo julgado injustamente e foi tão humilde que nem contestou tal fato. Quando estava sendo interrogado pelo sumo sacerdote Anás, um dos guardas bateu em seu rosto. Imagino que ele quis “aparecer” perante Anás e todos os presentes, alegando que aquela não era a maneira adequada para falar com o sumo sacerdote. Mas Jesus não tinha insultado a autoridade religiosa, como era proibido. Ele respondeu ao guarda com outra pergunta, conforme o v.23. Com essas palavras creio que o Senhor tocou no íntimo daquele oficial. Jesus é o único que nos conhece profundamente. Além de não revidar, Jesus lhe disse a verdade. Também neste episódio vemos que o Filho de Deus não buscava destacar-se por motivos egoístas, ao mesmo tempo em que se destacava por seu ensino e modo de vida incomuns.

Podemos tirar grandes lições deste fato. O líder na igreja ou no trabalho precisa ficar tranquilo e não perder o controle, por maior que seja a afronta. Além disso, deve esperar a atuação de Deus. Oferecer a outra face (Mt 5.39) não é apenas deixar o outro bater novamente, mas, ao invés da vingança, demonstrar amor.

Elias Torres da Silva, extraído do livro “Devocional Wesleyano”

 

MAIS LIDAS

Mesa, lugar de comunhão
É tempo de restaurar os elos da comunhão


O verdadeiro empoderamento
Uma reflexão sobre a palavra da moda dos dias atuais


É tempo de se fortalecer
A força da qual precisamos vem do Senhor


A Verdadeira Adoração
Vamos começar com uma pergunta: o que você sabe sobre adoração?


Deserto
O deserto tem um conteúdo simbólico muito grande na Bíblia



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016