28/09/2016
Voz de Autoridade
A voz de autoridade precisa ser firme, porém carregada de muito amor!
Redação CPIMW

http://startupi.com.br/wp-content/uploads/2016/08/pai-filho-empreender.jpg
O pai precisa ter voz de comando ao lidar com os filhos. O modo de falar deve sempre ser firme e objetivo, para demonstrar sua autoridade.

Quando se fala em voz de autoridade, qual é a primeira ideia? A primeira ideia é a de algo imposto de modo duro, severo, e muitas vezes até cruel. Na realidade, saber usar adequadamente a voz de comando significa APENAS inspirar respeito e segurança como:

A voz de autoridade deve sim ser forte; isso não significa que ela deve ser em tom alto, como se o pai estivesse gritando.


A voz de autoridade precisa impor respeito.

A voz de autoridade NUNCA causa medo.

A voz de autoridade PRECISA ser clara, mas sem ser agressiva.

A voz de autoridade DEVE impor uma condição. Impor uma condição, dando ao mesmo tempo, subsídios para que ela seja cumprida.

A voz de autoridade PRECISA ser firme, porém carregada de muito amor!

Um filho deve reconhecer no Pai a figura de chefe da família. Por que o filho precisa reconhecer isso no Pai? Porque isso lhe dará, futuramente, segurança e certeza ao tomar qualquer decisão ao longo de sua vida. E uma das funções básicas de um pai é ser a figura do chefe de família; assumir claramente sua autoridade, impondo regras e limites, mas, sobretudo, fazendo com que sejam cumpridas, cobrando-os com firmeza.

E quando o pai não assume esse papel, como ficam os filhos? Os filhos ficam perdidos na sua identificação e vão apresentar diversos desvios de comportamento.

E a mãe, como fica dentro de uma família onde o pai é omisso? Ela se masculiniza e passa para além do desvio de sua função, assumindo o papel dela e agora, o do marido também.

Por que isso acontece? Por causa da ausência do pai. Essa ausência se manifesta nos lares em que os filhos são criados somente pela mãe, em lares cujos pais são presentes em casa, mas ausentes na sua principal função, conforme já foi explicado.

A MÃE, por causa da ausência do pai, toma a frente da casa, o que agrava ainda mais os problemas dos filhos. Pois eles veem de modo distorcido a imagem dos pais e suas funções dentro da família.

Desenvolvendo a voz de autoridade do pai no lar, muitos casos de desrespeito à autoridade paterna são resolvidos.

Para que os filhos respeitem a colocação de regras e limites na casa, É MUITO IMPORTANTE QUE O PAI ESTEJA À FRENTE DESSA TAREFA. Dessa forma, evitam-se os problemas de abuso de liberdade por parte dos filhos.

MÃES – Ajudem com amor seus maridos a exercerem cada vez melhor a função básica de pai: ser a figura chefe da família. Não tentem assumir todas as responsabilidades e autoridade na casa, a não ser em casos excepcionais, mas ainda assim, devidamente orientadas.

PAIS – Assumam a autoridade nos seus lares, procurando resolver cada situação com diálogo aberto. Desenvolver voz de comando é fundamental para que vocês se façam respeitar pelos filhos. É uma questão de postura relativa à sua autoridade na casa.

Marli Toledo Costa
Psicóloga, diaconisa, Supervisora Distrital de Adultos/Distrito Brasília, esposa do Pr. José Fernandes da Costa-IMW-Taguatinga-Brasília-DF.

* Este texto faz parte da série Estudos para Família, publicados no caderno Voz de Mulher em 2014.

 

MAIS LIDAS

Minha família e o tempo de Deus
O nosso maior inimigo somos nós mesmos e nossa ansiedade


Cuidando de quem amo
Cuidar não é apenas suprir necessidades básicas


Voz de Autoridade
Como desenvolvê-la com os filhos


Transformando minha família
Como nos lembramos de nossa casa?


Amar é uma escolha
Amar não é fácil, mas é totalmente possível



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016