29/03/2018
Alimentação BLW: você já ouviu falar?
A introdução alimentar é a fase mais importante no desenvolvimento do paladar e dos hábitos alimentares que permanecem até a fase adulta
Kesia Vasti

Alimentação BLW (baby led weaning) ou “desmame guiado pelo bebê” nada mais é do que um método de introdução alimentar que permite que o bebê se alimente sozinho desde os 6 meses de vida.

A introdução alimentar é a fase mais importante no desenvolvimento do paladar e dos hábitos alimentares que permanecem até a fase adulta. A criança que já cresce com um bom relacionamento com a comida já está se prevenindo muito bem de desenvolver transtorno alimentar, sobrepeso e obesidade.

Muitas famílias cometem erros nesta fase da introdução alimentar, que normalmente começa aos 6 meses de vida do bebê. O costume de triturar, peneirar e misturar todos os alimentos atrapalha muito no desenvolvimento do paladar, da mastigação e até da fala. A criança nasce com o reflexo de sucção, indispensável para a fase de amamentação (exclusiva até os 6 meses e importante até os 2 anos) e a partir dos 6 meses a criança já tem a capacidade de iniciar o processo de mastigação com alimentos bem cozidos e macios.

Com a minha experiência profissional posso garantir que as crianças gostam de ter autonomia, gostam de ver cores diferentes e sentir diferentes sabores. Fazer cara feia ou cuspir os alimentos nem sempre significa que a criança não gostou, ela apenas está se adaptando a novos sabores e texturas. Mas se você oferece só alimentos líquidos e da mesma cor (papinhas), como espera que seja a alimentação desta criança no futuro e como irá incentivar a mastigação?

Por isso, a técnica mais indicada pelos pediatras e nutricionistas atuais é a BLW. Essa técnica consiste em colocar o bebê no cadeirão — junto com a família — e distribuir os alimentos (inicialmente bem macios) cortados em filetes sobre o cadeirão e deixar com que o bebê se alimente sozinho. É importante deixar que a criança se suje, coma com as mãos e coma sem pressa. Não se preocupe com a quantidade, pois é comum que os bebês se alimentem pouco até os 9 meses de vida. Mesmo com a introdução alimentar mantenha o leite materno ou fórmula. Com o desenvolvimento da criança vá diminuindo o leite até que fique em duas vezes ao dia (ao acordar e antes de dormir), aumente a oferta de alimentos em diferentes texturas até que atinja a alimentação da família (1 ano de vida).

Lembrando que a criança deve ser sempre supervisionada no momento da alimentação para evitar que coloque uma grande quantidade de alimentos na boca de uma só vez. Veja um exemplo de uma rotina alimentar aplicando a técnica BLW para um bebê de 6 meses:

Ao acordar: Leite materno ou fórmula;

Café da manhã: Melancia sem caroço ou tampinha da laranja sem casca;

Lanche da manhã: Leite materno ou fórmula;

Almoço (colocar diretamente no cadeirão os alimentos separadamente): Raminhos de brócolis cozido, palitinhos de cenoura cozida, ovo mexido, palitinhos de inhame cozido; Água de coco;

Lanche: Melão ou manga cortada em palitinhos; Leite materno ou fórmula;

Jantar: Peixe sem espinha cozido e desfiado, Palitos de batata baroa, beterraba e abobrinha cozidos;

Antes de dormir: Leite materno ou fórmula.

Kesia Vasti é nutricionista e personal diet

 

MAIS LIDAS

Sua vida mais doce
Doces em excesso podem causar prejuízos à saúde


Dieta x Reeducação Alimentar
Você sabe a diferença entre dieta e reeducação alimentar?


Lancheira saudável
Capriche no lanche do seu filho


Detox, a dieta da faxina
Dica de ouro após os exageros do fim de ano


Benefícios da banana verde
Fazer a famosa biomassa é muito fácil



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016