06/05/2019
Qual o valor da sua família?
Se alguém não cuida de seus parentes e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um descrente
Redação CPIMW


Essa reflexão vem acompanhada de alguns questionamentos que tem inquietado meu coração na jornada profissional e principalmente como serva de Deus que cuida de famílias. Então vamos lá: Quanto vale uma vida pra Jesus? Quanto vale para você, ganhar uma alma pra Jesus? Creio que por mais que desejemos atribuir valor, não conseguimos mensurar algo tão valioso para o reino. Agora, a mais crucial: quanto vale a sua família?  Talvez, nesse momento você esteja respondendo: “não há preço”, é um bem precioso de valor inestimável! Concordo, como colocar valor em um projeto de Deus? E se for além e te dizer que nosso lar não está sendo assistido, que muitas vezes estamos cuidando de vidas fora dos nossos muros e deixando de prestar atenção no lar que se transformou apenas em casa, um lugar de encontros e reencontros pontuais, lugar de passagem e não de convivência, lugar de conveniência e não de afetividade, lugar transitório de necessidade física e não de alimento emocional. É assustador, mas real. 

A palavra de Deus nos exorta em (1Timóteo 5:8): Se alguém não cuida de seus parentes e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um descrente. Infelizmente, pensamos muito em família quando algo sai do controle ou enfatizamos o mês de maio o qual é dedicado a esse tema; até então, está tudo bem, obrigado, porém há emoções que não são comunicadas por falta de espaço, inúmeras vezes um filho nos procura e estamos ocupados e estamos sofrendo essas consequências, culpando o tempo e na verdade é falta de prioridade, queremos abraçar o mundo em um ativismo sem produtividade. Nossos filhos estão pedindo socorro por meio da automutilação que tem como propósito produzir dor e sofrimento no próprio corpo, como forma de comunicar, gritar e expressar tristezas e angústia, porque sua casa é apenas um lugar de encontro superficial, onde ninguém se senta à mesa, cada um vive no seu quadrado. Eles também podem ter desenvolvido nomofobia, caracterizada pelo medo de ficar sem celular, isto é, a pessoa não se alimenta como deveria, fica ligado no celular todo tempo, não se relaciona e fica mais agressiva, tais efeitos podem ser semelhantes ao de uma droga pesada, a tecnologia tomou o espaço do relacionamento íntimo e  afetuoso, o distante que se torna perto e o perto que está cada vez mais ausente. E o que falar de tantos jovens ceifando suas vidas? Após a consumação do ato, ouve-se: ninguém percebeu, foi discreto. Será mesmo que essa intenção não foi comunicada e seu egocentrismo não quis ouvir? Tenha certeza e cuidado com a expressão “O tempo cura tudo”, não é verdade, ao contrário, o tempo pode sim tornar as coisas piores, conflitos internos fazem parte do nosso cotidiano sinalizam uma luta entre a razão e emoção, entre o ideal e o real.

Temos que permanecer em vigilância, cuidar do que chamamos de bem precioso, não é apenas nomear, mas vivenciar essa verdade, vamos fazer desse lar lugar de permanência afetiva, quando sua esposa te procurar, você está do lado e vice versa, quando seu filho passar em silêncio e se trancar no quarto, que ele possa ter em você a disponibilidade de ir ao seu encontro e dialogar, ou apenas ter seu colo, assim estaremos cumprindo o ensinamento de Cristo cuidando dos nossos e aperfeiçoando a fé nos desafios da caminhada como servos de um Deus que vive e reina pra sempre. Sua família é um farol precioso da expressão de um amor imensurável na cruz, que afirma e reafirma que esta instituição jamais estará falida.

- Simone Franco Amorim, especialista em Psicologia Conjugal e Familiar. 


 

MAIS LIDAS

O fio de escarlate
Raabe arriscou sua vida ao esconder os espias


Na direção de Deus
O cordão de três dobras não se quebra tão depressa


Família: lugar de realizar necessidades básicas
Cada membro da família tem seu papel na realização da necessidade do outro


Minha família e o tempo de Deus
O nosso maior inimigo somos nós mesmos e nossa ansiedade


Cuidando de quem amo
Cuidar não é apenas suprir necessidades básicas



NOVIDADES
WTV

 FACEBOOK  WTV  NEWS
Centro de Publicações da Igreja Metodista Wesleyana com sede na Avenida Venâncio, 17 - Xerém
- Duque de Caxias - RJ - CEP 25245-500 | CNPJ: 15.732.218/0001-08

© Todos os direitos reservados. 2016